6 situações em que bactérias fazem bem para a saúde

Bactérias são microrganismos que estão por todas as partes e são constantemente vistas como causadoras de doenças e infecções. Porém, você sabia que as bactérias nem sempre são ruins? A cada minuto que passa, a humanidade tem aprendido cada vez mais a usar as bactérias para melhorar a nossa saúde.

Cientistas de muitas indústrias encontraram maneiras de fazer com que as bactérias trabalhem para nós de maneira positiva, ajudando os seres humanos a viverem vidas mais longas e saudáveis. Pensando nisso, nós criamos uma lista com seis situações onde as bactérias são ótimas para nós. Veja só!

1. Tratamentos médicos

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Graças aos avanços científicos, as bactérias são usadas para desenvolver novos antibióticos aplicados no tratamento de doenças. Logo, nós aprendemos a colocar as bactérias para lutar contra sua própria espécie. Além disso, esses microrganismos também são usados para outras medicinas.

Por exemplo, bactérias são responsáveis por criar a proteína da insulina, usada para o tratamento de casos de diabetes. Atualmente, existem estudos para que elas também surjam como ferramentas de diagnóstico para câncer, doença de Crohn e outras doenças. 

2. Funcionamento do corpo

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

É comum que as pessoas associem as bactérias com doenças, mas a verdade é que o nosso corpo é composto por trilhões delas o tempo todo. Inclusive, são essas bactérias que desempenham um grande papel na sua saúde e bem-estar geral. 

Esses microrganismos são responsáveis por extrair energia da comida, equilibrar o processo de digestão, combater o excesso de gordura na barriga, estimular o sistema imunológico, reduzir o colesterol e prevenir infecções fúngicas.

3. Meio Ambiente

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Um uso desconhecido das bactérias pelos seres humanos é para o benefício da indústria agrícola e do meio ambiente. Em diversos casos, as bactérias são usadas para ajudar a limpar derramamentos de óleo, resíduos nucleares e também são capazes de detectar poluição e decompor o esgoto. 

Com isso, elas ajudam a reverter alguns dos desastres causados pelos seres humanos e atuam diretamente na conservação da natureza.

4. Biogás

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

O biogás é o gás produzido a partir da decomposição da matéria orgânica por bactérias. Com isso, esse gás pode ser controlado por um processo de combustão para gerar energia mecânica que ativará um gerador de energia elétrica. 

Isso significa que estamos reaproveitando coisas que descartamos (matéria orgânica) para criar uma fonte alternativa de energia e que pode substituir os combustíveis fósseis. Para completar, o biogás é muito mais ecológico do que combustíveis não renováveis e muito menos nocivo à atmosfera. 

5. Inseticidas 

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Diversos inseticidas são feitos à base de bactérias entomopatogênicas, ou que causam doenças aos insetos.  O produto não utiliza químicos, portanto não agride o meio ambiente, e é seletivo aos insetos que combate. Sendo assim, seu uso é completamente seguro e não causa mal aos seres humanos ou aos outros animais de uma fazenda.

Existem várias espécies de bactérias entomopatogênicas no mundo e cada uma delas é destinada para um determinado inseto. Assim, a eficiência contra a praga combatida tende a ser de 100%.

6. Fermentação de alimentos

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

Todos os alimentos que você consome no dia a dia e são fermentados é porque passaram por uma atividade bacteriana. A fermentação é um processo realizado por fungos e bactérias com diferentes fontes de carboidratos, o que pode incluir moléculas mais simples como a sacarose até aquelas mais complexas, como as fibras. 

Pães, cervejas, vinhos, iogurte, queijos e vinagre são os alimentos fermentados mais comuns. A fermentação facilita a digestão do alimento e gera equilíbrio da microbiota intestinal.

More in Fatos&Fatos.com